terça-feira, 3 de julho de 2018

Previna-se contra as doenças do inverno

Com a chegada do outono e inverno, o número doenças respiratorias aumenta.
Tudo começa com o próprio frio, que funciona como um irritante para as vias aéreas de algumas pessoas.
Além disso, há redução da umidade relativa do ar; a inversão térmica  a maior concentração de pessoas em locais fechados e pouco arejados e também o uso de casacos de lã e cobertores, que ficam guardados no armário por longos períodos e acumulam poeira.

Na maioria dos casos, o principal sintoma é o desencadeamento de uma crise alérgica, provocada pela reação de hipersensibilidade do organismo.
Ela acontece quando as pessoas sensíveis a determinadas situações entram em contato com agentes desencadeantes da crise, chamados alérgenos.

Dentre os mais conhecidos, destacam-se a poeira domiciliar, ácaros, pêlos de animais, baratas, fungos, polens, além de agentes irritantes como fumo e poluentes.

Para a maioria das alergias, como a asma, rinite, bronquite e sinusite, o tratamento deve ser focado no bom controle ambiental e uso de remédios para controlar problemas a dor no corpo, a coriza, a febre e a falta de ar.

 Previna-se
Para evitar as alergias, basta adotar hábitos simples, como:
- Forrar colchão e travesseiro com capa impermeável; -Retirar tapetes e carpetes da casa, principalmente do quarto do paciente;
- Limpar a mobília da casa com pano úmido com freqüência superior a uma vez por semana;
-Retirar as cortinas substituindo-as por persianas que são facilmente limpas com pano úmido ou em caso de cortinas de tecido leve, lave-as a cada 15 dias no máximo;
-Manter sempre a casa arejada e ensolarada;
- Evitar estofados recobertos com tecido; Os aspiradores de pó utilizados devem possuir filtro HEPA (modelo qu retém 99,9% das impurezas do ar);
- Evitar ter animais de pêlo como cão e gato. Mas, se eles forem criados, impedir que circulem dentro de casa ou no quarto do paciente;
- Não fumar dentro de casa;
- Cobertores devem ser substituídos por edredons que possam ser lavados quinzenalmente;
- Evitar, no quarto do paciente, objetos que acumulem poeira como livros, revistas, brinquedos de pelúcia, caixas e quadros;

https://click.afiliados.uol.com.br/Clique?source=36&type=link&idtUrl=337804&idtLabel=87064&affRedir=https%3A%2F%2Fdieta.uol.com.br%2Flp%2Fbasico

domingo, 13 de agosto de 2017


Mouse Pad Retangular  ou Faca Personalizada 175x230mm
EVA Preto 3mm - 4x0
Laminação Fosca Frente - Corte e Vinco Padrão - Empastamento

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Doe Leite Materno

A campanha de Doação de Leite Materno, do 
Ministério da Saúde, marca o Dia Nacional de 
Doação de Leite Humano, em 19 de maio.
A campanha visa incentivar a doação de leite 
humano e falar da importância dessa doação 
para as crianças prematuras, de baixo peso, que 
estão internadas em hospitais e não podem ser 
alimentadas diretamente no seio da mãe. 
Toda mulher que estiver amamentando é uma 
possível doadora. Basta ser saudável e não fazer 
uso de medicamentos que interfiram na amamentação.


sábado, 3 de dezembro de 2016

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Dengue, Chikungunya e Zika Portugues

  2/3 dos criadouros do Aedes estão nas residências. Saiba como mantê-las livre do mosquito
   O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados em água limpa e parada e distribuídos por diversos criadouros.
Por isso, união, estados, municípios e a sociedade devem trabalhar juntos para a eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti. A orientação da campanha é para que toda família determine o sábado como dia de combate aos focos do Aedes. Em menos de 15 minutos é possível fazer uma varredura em casa e acabar com os recipientes com água parada– ambiente propício para procriação do Aedes aegypti. #CombateAedes

  • Tampe os tonéis e caixa d’água;
  •  Mantenha as calhas sempre limpas;
  •  Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
  •  Mantenha lixeiras bem tampadas;
  •  Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
  •  Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
  •  Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
  •  Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.
 Saiba como deixar sua casa livre do mosquito:
 Como eliminar  os focos
  • Lavar as bordas dos recipientes que acumulam água com sabão e escova/bucha;
  • Jogar as larvas na terra ou no chão seco;
  • Para grandes depósitos de água e outros reservatórios de água para consumo humano é necessária a presença de agente de saúde para aplicação do larvicida;
  • Em recipientes com larvas onde não é possível eliminar ou dar a destinação adequada, colocar produtos de limpeza (sabão em pó, detergente, desinfetante e cloro de piscina) e inspecionar semanalmente o recipiente, desde que a água não seja destinada a consumo humano ou animal. Importante solicitar a presença de agente de saúde para realizar o tratamento com larvicida.;

Essa é uma ação adicional e não exclui as atividades de remoção e proteção dos potenciais criadouros, que são fundamentais para o controle da dengue, chikungunya e Zika

DENUNCIE FOCOS DO AEDES AEGYPTI

Quando o foco do mosquito é detectado e não pode ser eliminado pelos moradores, como em terrenos baldios ou lixo acumulado na rua, a Secretaria Municipal de Saúde deve ser acionada para remover os possíveis criadouros.
São Paulo - Sampa 
Criativa Folhinhas e Brindes 

terça-feira, 24 de maio de 2016

Pensamento para você se inspirar Hoje

“Há dois tipos de pessoas que vão te dizer que você não pode fazer a diferença neste mundo: as que têm medo de tentar e as que têm medo de que você se dê bem.”
(Ray Goforth)

Seja também um(a) revendedor(a) de sucesso!!!